CSP-Conlutas protocola no Consulado Argentino exigência de liberdade ao ativista Daniel Ruiz

Nessa segunda-feira (17), a CSP-Conlutas organizou ato em frente ao Consulado da Argentina em São Paulo, na Avenida Paulista, que contou com cerca de 80 pessoas em apoio ao ativista argentino Daniel Ruiz, detido arbitrariamente pela polícia repressiva de Macri no último dia 12, na Argentina.

 

Como prosseguimento da campanha contra a criminalização praticada pelo governo argentino, na manhã dessa terça (18) os dirigentes da CSP-Conlutas Paulo Barela, membro da Secretaria Executiva, Geraldinho Rodrigues, dos Correios, e Altino Prazeres, pela estadual da Central, protocolaram documento com assinatura de dezenas de entidades sindicais e do movimento popular em exigência pela libertação do ativista.

 

Os dirigentes sindicais relataram que ao fazer registro fotográfico e em vídeo dessa visita, foram ameaçados pela segurança do consulado argentino. “Um funcionário disse que chamaria a segurança para nos prender por conta das filmagens e fotos que, segundo ele, não são permitidos”, detalhou Paulo Barela.

 

Não bastasse prender arbitrariamente nosso camarada na Argentina, os funcionários do Consulado seguem a cartilha de Macri e ainda ameaçam outros lutadores no Brasil que exigem, legitimamente, a libertação de Daniel Ruiz.

 

Neste momento, toda a solidariedade internacional é fundamental!

 

Confira o registro da visita desta terça 

 

Entenda

Daniel foi detido em sua casa, no dia 12/9, e desde então é mantido incomunicável na Divisão de Ameaças Públicas e Intimidações. Os movimentos denunciam que a prisão arbitrária tem relação direta com a luta pelo fim da perseguição a Sebastián Romero e as mobilizações contra a aplicação das Reformas trabalhista e da Previdência no país.

 

O ativista também participava ativamente da organização de lutas dos movimentos contra o G20 e dos portuários do Estaleiro do Rio Santiago, ao lado dos trabalhadores que realizaram greves e manifestações importantes no período recente, e que também têm sido reprimidos duramente pelo governo.

 

Liberdade imediata para Daniel Ruiz!
Fora Macri!

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

48126Total de Visitas